Meu jardim, minha meditação

DSCN0188

Domingo tem cara de bate papo, né? (Xiii, senta que tem textão).

Hoje de manhã, fui fotografar umas coisinhas no jardim… aí tive um clique… daqueles que os anjinhos sopram para nós, sabem?

Por que você não conta o quanto aprendeu com seu jardim, Ana?”…

E, na verdade, faz tempo que queria conversar sobre isso com vocês… por que Quintal, por que Ana Flor….

Puxa a cadeira, senta aí… vamos papear… e quem sabe te convenço a cultivar um vasinho só na sua casa?

A Ana Flor veio antes do Quintal… eu contei em algum outro post aqui no blog….duas amigas queridas lá do facebook, aquelas tipo “manas” sabem? Me apelidaram de Ana Flor… porque tudo eu tinha uma diquinha natureba!

O Ana é meu dado por mãe… e o Flor eu adotei, então, carinhosamente dado por minhas “manas”.

Daí chegou o Quintal…

Já costurava, e fazia minhas artezinhas… foi meu lado B, desde que me mudei para Ubatuba… o meu lado A, em São Paulo, clinicava em neuropsicologia… psicologia clínica… enfim… todos os psicos….

Por “n, o, p q” razões da vida (heheh foram muitas), eu mudei de profissão… e hoje posso dizer que sou muito feliz, com esse meu lado criativo!

Tá… mas o que o jardim e a meditação tem com tudo isso, Ana???

Sempre sonhei com um ateliê, que tivesse um jardim ao redor… para as pessoas que gostam, e as que não gostam tanto assim de costura, curtissem vir e ficar….

Esse sonho ainda está em processo de amadurecimento… o Quintal existe, mas ainda não é aberto ao público…

Porque, antes dessa decisão, tive que cuidar das minhas escolhas… e daí veio a ioga, a ayurveda e a meditação…

É… porque ninguém decide ter um filho (seja humano, seja canino, seja profissional ou lá o quê), sem amadurecer….

E por tratamento de uma ansiedade/enxaqueca cheguei na ayurveda, daí ela me levou à ioga…. e então, aprendi que precisava parar e me ouvir… logo eu… depois de tantos anos ouvindo os outros….

Assim, comecei a procurar alternativas para minha inquietude interior… e meditar não me era a tarefa mais simples …. foi quando aprendi, e percebi, que cuidando de meu jardim, das minhas plantinhas, da horta, era o momento que eu mais desligava de tudo… me concentrava no aqui e agora, expandia meu coração para sentimentos bons, me reenergizava …

Putz…. isso é meditação!

Comecei unir à essa tarefa, a mantralização: alguns mantras que trabalham a energia que eu preciso desenvolver… baixinho…. muitas vezes só mentalmente, que me ajudam a manter o foco no que eu estou fazendo: o presente! Nem o que aconteceu antes, nem o que farei amanhã. Percebem? É meditação, de alguma forma…

E isso melhorou: minha enxaqueca, minha oscilação hormonal (vulgo TPM), minhas crises de ansiedade (que desenvolvi por conta de tantas mudanças e viagens complicadas de ônibus – só quem faz Uba- SP, tooodaa semana sabe o que “rola” nessa Dutra).

Me tornou uma pessoa mais serena e paciente, no sentido de entender os passos de qualquer coisa que vamos fazer na vida, por exemplo, para o Quintal um dia abrir os portões, eu preciso ter disciplina primeiro: para aprender, para costurar, para me aperfeiçoar….

Parecem coisas tão simples, não é mesmo? Mas, que atropelamos o tempo todo….

Por isso, vim aqui mostrar um pouquinho desse meu “templo” de meditação e aprendizagem aqui de casa… o Quintal da tia Ana Flor…. quem sabe, assim, consigo ajudar, que seja uma pessoa só… mas que seja bom, como está sendo para mim….

Ouvir a si mesmo é uma das maiores dádivas que temos na vida… escutar o que o nosso corpo pede, o que nossa mente carece… que sentimentos temos dentro de nosso coração….

Não sou perfeita, não tenho pretensão disso…. e muitas vezes dou meus gritos e fico muito braba….sou de carne e osso, e estou em aprendizagem… mas permitir-se experimentar a mudança, persistir nela, mesmo quando falhamos, é a decisão que precisamos para tomar as rédeas de nós mesmos….

Então, meio do ano, mês novo chegando… vamos lá? Você pode mudar também…. ache a melhor forma de encontrar-se com você mesmo… e depois, me conte se não é um dos melhores encontros que temos nessa vida….

Vai lá no Quintal virtual, criei um álbum com fotos na fanpage! E se quiser alguma dica, que eu saiba, pode escrever, respondo com o maior carinho do mundo, de verdade… adoro dividir algo que me faz tão bem!

Que seja um agosto de muitos encontros para vocês!!!

Beijokas….

Anúncios

3 comentários Adicione o seu

  1. Oliver Thi disse:

    ai que gracinha! por mais quintais fofos assim por aí!
    adorei o texto, veio bem a calhar! rumo a nossos jardins secretos internos!!!

    Curtir

    1. Ammmeeeiii o jardim secreto interno…. não tinha pensado nisso… sempre sábio esse meu amigo pirlimpimpim…..

      Curtir

  2. Marcia Sanches disse:

    Essa Ana Flor é bem assim mesmo…um turbilhão de emoções na vida mas um coração giganteeeee!!!!!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s